A indústria de máquinas e equipamentos fechou 2014 com faturamento bruto real de R$ 71,19 bilhões, queda de 13,7% ante 2013. Em dezembro, o faturamento bruto real foi de R$ 5,546 bilhões, um recuo de 14,6% na comparação com novembro. Já em relação a dezembro de 2013, a queda foi de 7,8%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 28, pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

De acordo com a entidade, essa é a terceira queda consecutiva de faturamento no setor. No período de 2012-2014, o setor acumulou queda superior a 20%. A entidade previa para o fechamento de 2014 quedas em torno de 10% tanto no faturamento quanto no consumo aparente em 2014 ante 2013, em termos nominais.

O consumo aparente de máquinas e equipamentos atingiu R$ 108,2 bilhões em 2014, queda de 15% ante o ano anterior. Em dezembro ante novembro houve recuo de 10,5%, com o valor de R$ 8,5 bilhões. Já na comparação com o mesmo mês de 2013, a queda foi de 11,7%.

Déficit comercial

De acordo com a Abimaq, o setor fechou o ano de 2014 com um déficit comercial de US$ 15,276 bilhões, uma retração de 24,2% na comparação com 2013. Em dezembro, o saldo da balança comercial foi deficitário em US$ 1,041 bilhão, queda de 15,8% na comparação com novembro e recuo de 24,3% ante dezembro de 2013.

As exportações somaram US$ 13,3 bilhões no acumulado do ano passado ante igual período de 2013, alta de 7,4%. Em dezembro, as vendas externas subiram 16% ante novembro e caíram 13,7% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. No mês passado, as exportações somaram US$ 1,153 bilhão. Segundo a entidade, caso o real continue em processo de depreciação, a expectativa é que as exportações mantenham-se em expansão.

Já as importações totalizaram US$ 28,6 bilhões em 2014, queda de 12,1% ante 2013. Somente em dezembro, as importações somaram US$ 2,194 bilhões em máquinas e equipamentos, queda de 1,6% na comparação com novembro e redução de 19,1% ante dezembro de 2013.

Os dados da Abimaq mostram ainda que o nível de utilização da capacidade instalada (Nuci) do setor em dezembro ficou em 69,3% e é o pior resultado mensal da série apresentada. Comparado a novembro, a queda foi de 3,5%. Já em relação a capacidade instalada de dezembro de 2013, a queda foi de 5,3%.

No ano passado, o setor somou 242.238 empregados, número 3,3% inferior ao auferido em 2013. Segundo a Abimaq, esse quadro de funcionários é o menor desde maio de 2010. Em dezembro ante novembro, a queda no número de funcionários foi de 0,9%. Já na comparação com dezembro de 2013, a redução chegou a 4,7%.