O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, disse hoje que "uma transformação silenciosa está acontecendo na economia brasileira". Em discurso na inauguração do Sistema Integrado dos caixas eletrônicos do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, Palocci disse que essa transformação silenciosa está permitindo que o Brasil consiga um desenvolvimento que se estenda às camadas mais pobres da população, o que não ocorreu em processo semelhante no passado.

"O Brasil já cresceu a taxas fortes em outros momentos do passado, mas teve dificuldade para construir instrumentos de inclusão e acesso", afirmou o ministro. Ele disse que hoje o País tem condições de continuar o crescimento sustentado "sem passe de mágica ou medida miraculosa", desde que seja persistente.

Segundo o ministro, quem conhece a competitividade da economia brasileira sabe que "o Brasil é vocacionado a ser um dos maiores países do mundo". Ele disse que entre as ações que estão construindo essa transformação silenciosa está o aumento do acesso das populações de baixa renda ao sistema bancário. Desde 2003, 4 milhões de pessoas já abriram contas simplificadas em bancos.

O ministro citou ainda a criação do microcrédito, que se transformou em um verdadeiro programa, ao ter destinado uma parcela dos depósitos à vista. Palocci observou que esse programa não foi criado no atual governo, mas recebeu grande impulso na gestão atual. O ministro disse ainda que o crédito consignado da folha de pagamento já repercute no crédito em geral e disse que só os maus analistas ainda não perceberam. Ele citou ainda o aumento dos recursos para a agricultura familiar, e para o crédito imobiliário, que tirou o setor da construção civil de dois anos de queda.