Fabrice Coffrini/AFP

No dia em que um erro de arbitragem chamou a atenção na Copa do Mundo no jogo em que a Alemanha goleou a Inglaterra por 4-1, o técnico Dunga disse que é contra o uso do vídeo no futebol, já que para ele o esporte precisa da polêmica.

¨Se colocar no futebol a questão eletrônica, vai acabar a discussão, aí vocês não vão ter o que escrever. Não vai ter discussão. Muita gente vai perder o emprego¨, afirmou, irônico, aos jornalistas durante uma entrevista coletiva no estádio Ellis Park, local da partida de segunda-feira entre Brasil e Chile pelas oitavas de final da Copa do Mundo da África do Sul.

¨Se o futebol não tivesse discussão, não tivesse polêmica, vocês não estariam aí e eu não estaria aqui, ficava todo mundo em casa¨, completou.

Os comentários do treinador brasileiro foram feitos após uma pergunta sobre o uso do vídeo ou de um chip na bola para saber se ela ultrapassou a linha do gol.

Na partida das oitavas de final deste domingo em Bloemfontein, quando a Alemanha vencia por 2-1, o inglês Frank Lampard chutou da entrada da área, a bola tocou o travessão e quicou mais de 30 centímetros dentro do gol, mas o árbitro uruguaio Jorge Larrionda mando o jogo seguir, para desespero dos britânicos.

O técnico brasileiro também comentou a afirmação de que a Copa na África do Sul tem um nível técnico baixo.

¨Meu avô falava para o meu pai que na época dele era bom, o meu pai falava para mim que na época dele era bom, eu vou falar para o meu filho que na minha época era bom¨, disse.

¨Futebol antigamente era pura técnica, depois veio a questão da preparação física, depois veio a questão tática, depois veio a questão emocional, que é totalmente diferente¨, declarou o técnico, para quem no passado eram cometidos os mesmos erros do futebol atual.