O vice-presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Sanguessugas, deputado Raul Jungmann (PPS-PE) chegou há pouco à Superintendência da Polícia Federal em Brasília para ouvir o empresário Luiz Antonio Vedoin. Dono da Planam, Vedoin é acusado de montar o esquema de superfaturamento na compra de ambulâncias por prefeituras com recursos de emendas ao Orçamento.

Segundo Jungmann, o depoimento vai possibilitar que a CPMI conclua qual foi a participação dos parlamentares citados no processo. Com isso, o vice-presidente da comissão acredita que se encerra a primeira etapa das investigações.

O deputado anunciou que, depois das apresentação do relatório parcial, na próxima quinta-feira (10), a CPMI vai iniciar as investigações sobre a participação do Poder Executivo e de prefeituras no esquema.