Novos equipamentos vão monitorar
a frota de veículos de Curitiba.

Um novo sistema de fiscalização eletrônica no trânsito de Curitiba deve entrar em funcionamento em alguns dias. A partir desse momento, 110 equipamentos vão verificar a velocidade e a situação dos carros junto ao Detran. Itens como Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), licenciamento e se o carro é roubado serão informados imediatamente. A Urbs, empresa que controla o sistema, está aguardando somente a sinalização e aferição das máquinas pelo Instituto de Pesos e Medidas do Paraná (Ipem) para colocar o sistema em vigor.

Segundo Carlos Alexandre Negrini Bettes, diretor de trânsito da Urbs, os equipamentos de gerenciamento de tráfego foram implantados para a fiscalização da velocidade, identificação dos veículos (que indicará irregularidades) e fornecimento de estatísticas sobre o movimento de veículos em Curitiba, o que vai proporcionar a realização de um planejamento de trânsito. “Esse trabalho de estatística é permanente, mas a cidade muda. Há um aumento anual da frota de 5% e precisamos de um monitoramento disso”, explica.

Alguns equipamentos desse tipo, só que na versão móvel, eram usados pelo Detran em conjunto com a Polícia Militar em blitze nas ruas. “Por algum motivo, eles não usam mais. Apesar da segurança pública ser responsabilidade do Governo do Estado, a Prefeitura não vai abrir mão dessa fiscalização”, aponta Bettes. “Antes, os policiais tinham que adivinhar o local para as fiscalizações. Hoje poderão ser detectados os pontos mais problemáticos e a blitz será realizada nesse local”, esclarece (leia mais nae edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná).