enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Entrega ao governador

Carreata reúne viaturas quebradas em protesto das polícias do Paraná

Lideranças policiais pretendem reunir cerca de 300 viaturas que precisam de manutenção e entregar ao governador em ato simbólico no Centro Cívico

  • Por Redação / Tribuna do Paraná

Um ato em conjunto das policias Civil e Militar promete parar Curitiba nessa segunda-feira (24). Em protesto contra a falta de manutenção das viaturas e contra o não pagamento da Data Base às categorias, diversos veículos que precisam de reparos serão reunidos no Parque Barigui e sairão em carreata, por volta das 13 horas, até o Palácio das Araucárias, sede do Governo do Paraná, para uma entrega simbólica ao governador Ratinho Júnior.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Após a reunião que definiu como seria o ato desta tarde, o presidente da Adepol, delegado Daniel Fagundes, disse que a Polícia Civil ainda deve paralisar completamente as atividades no período da manhã de terça-feira (25), em solidariedade aos demais servidores públicos que entrarão em greve. “A partir de amanhã, além de parar por um breve período, a categoria começa a trabalhar 40 horas semanais, sem hora extra. Para se ter ideia, os policiais chegam a fazer 100 horas mensais para cobrir a falta de efetivo. Não é justo que nós tenhamos acúmulo de quatro anos sem reajuste de salário, mantendo um déficit que significa trabalhar 12 meses e receber apenas por 10 meses”, apontou o delegado.

Além da reposição salarial acompanhando a inflação dos últimos anos, a categoria reivindica renovação de equipamentos de trabalho, como novas viaturas, e realização de concurso público para suprir a falta de efetivo. “Estamos trabalhando no limite, com cerca de 48% do efetivo necessário. O que estamos exigindo é o que está previsto em lei. Não queremos privilégios, nós não recebemos nenhum auxílio extra, temos uma parcela única de salário e trabalhamos em condição desfavorável. Desafio o governador a mostrar quais são os nossos privilégios. Por outro lado, sabemos que o estado tem condições financeiras para atender os servidores”, frisou.

Saída do Barigui

Por volta do meio-dia, os policiais começaram a reunir as viaturas sucateadas para sair em carreata até o Palácio Iguaçu. O trajeto deve ser definido pelo grupo perto das 13h, horário programado para o início do ato.

Celso de Mello deve decidir destino de Lula e Moro

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

15 Comentários em "Carreata reúne viaturas quebradas em protesto das polícias do Paraná"


Julio Cesar
Julio Cesar
1 mês 25 dias atrás

O estado foi saqueado e o rato é um banana.
Cenário desanimador e a tendência é piorar.

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
1 mês 25 dias atrás

Se trocasse todo serviço investigativo da policia civil pela P2 da PM o ganho seria estrondoso!!

Carlos Gomes
Carlos Gomes
1 mês 25 dias atrás

Vão lá como? Rebocadas ? Lamentável é vai ano e vem ano, esquemas nessas empresas de manutenção, polícia muitas vezes não faz ronda por falta de gasolina, assim complica.

Mário
Mário
1 mês 25 dias atrás

Gasolina e manutenção . Vide a jml. Deve ter político grosso envolvido

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
1 mês 25 dias atrás

por que será que a vermelhada não pede o fim da policia civil??? pois é….

Marcelo  De Souza
Marcelo De Souza
1 mês 25 dias atrás

amanha to de greve ..nao vou pro distrito tambem

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
1 mês 25 dias atrás

não vai fazer falta…. pelo serviço que prestam um a mais um a menos tanto faz

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas