Seis décadas e um aninho. É, leitor, a Tribuna está de idade nova nesta terça-feira (17). E como é bom fazer aniversário. Nosso maior presente é continuar contando com a sua audiência e confiança, tanto na edição impressa quanto na internet, como fonte de informação neste momento tão peculiar que o nosso país atravessa.

Além dos presentes e abraços de amigos e pessoas queridas que recebemos quando fazemos aniversário, é legal também fazer uma análise sobre nossa caminhada. Temos muito orgulho dela.

Foram muitas as inovações nos últimos anos. Na plataforma impressa, evoluímos ano a ano com o objetivo de tornar a experiência informativa mais interessante. A última intervenção gráfica, lançada em maio, privilegia imagens e infográficos, tudo para facilitar a leitura e tornar mais agradável o ato de se informar. O resultado foi um jornal moderno, com conteúdo rico de imagens.

Na internet, a Tribuna estreou aos 60, em 2016. Em apenas um ano, o site tribunapr.com.br tornou-se campeão de audiência, crescendo 112% e atingindo os atuais 2,3 milhões visitantes únicos. Num único mês são quase 11 milhões de páginas vistas.

Nossa projeção na internet só cresce. A maioria dos nossos leitores (70%), nos acessam através do celular, o que significa que estão ligados na Tribuna em qualquer lugar, seja em casa, no trabalho ou no lazer. No Facebook já somos mais de 153 mil.

Neste ponto, uma das coisas que ajudaram a impulsionar nossa marca nos meios digitais foi a coragem de inovar. Lançamos um aplicativo baseado em inteligência artificial totalmente gratuito, com uma assistente virtual que aprende com os hábitos do leitor, transformando o ato de se informar numa experiência que evolui constantemente. Em dez meses já foram mais de 16 mil downloads. Nesse período nossa assistente já recebeu quase 3 mil “obrigados” dos nossos leitores.

O que esperar daqui para frente? Uma Tribuna inquieta, antenada nos acontecimentos e inovações. Mas tendo sempre o cidadão curitibano, suas necessidades, alegrias e angústias, como prioridade. “Tamo ligado” no que acontece em cada cantinho da nossa cidade. E “tamo junto” pro que der e vier. Viva!