O prefeito de Curitiba e candidato à reeleição, Rafael Greca (DEM), e a esposa, Margarita Sansone, seguem internados nesta segunda-feira (28) para tratamento da covid-19 no Hospital Nossa Senhora das Graças, no bairro Mercês. De acordo com a assessoria do prefeito, ele e a esposa passaram bem a manhã desta segunda-feira (28) e um boletim médico será divulgado no fim da tarde.

“Estamos bem e vamos continuar a servir Curitiba com ânimo ainda maior”, disse o prefeito em áudio enviado pelo Whatsapp pela assessoria no fim da manhã desta segunda.

O anúncio da contaminação de Greca e Margarita aconteceu domingo (27), dia em que Curitiba retornou à bandeira amarela, com regras mais flexíveis no protocolo municipal de prevenção ao coronavírus. Parques e praças da cidade estiveram cheios e com frequentadores deixando a proteção de lado.

O prefeito e Margarita já estavam em isolamento domiciliar, mas a equipe médica decidiu pela internação dos dois domingo para tratar de pneumonia. No primeiro boletim médico, no fim da noite de domingo, dizia que Greca e Margarita apresentavam evolução no quadro clínico.

LEIA MAIS – Sem máscara e distanciamento, curitibanos lotam parques e praças neste domingo

“O prefeito Rafael Greca de Macedo e sua esposa, sra. Margarita Sansone, internaram na tarde de hoje [domingo] no Hospital Nossa Senhora das Graças por pneumonia relacionada à covid-19. Apresentam boa evolução clínica inicial com as medidas terapêuticas instituídas”, informou a nota do hospital.

Quatro dias antes de ter a infecção confirmada, Greca anunciou que não participaria do primeiro debate de candidatos à prefeitura, na Band TV. O prefeito alegou que a emissora não cumpriria todas as regras do protocolo municipal de prevenção à covid-19, o que foi negado pela emissora.

Histórico de internações

Esta é quarta vez que Greca é internado desde que assumiu a prefeitura de Curitiba em 2017. Um dia antes de assumir o cargo, Greca foi internado no Hospital Marcelino Champagnat, por causa de um coágulo numa artéria do pulmão, uma tromboembolia pulmonar.

Em dezembro de 2018, Greca ficou uma semana internado depois de uma cirurgia de emergência. Após uma indisposição alimentar, os médicos constataram a existência de uma hérnia umbilical estrangulada que prendia um pedaço do intestino delgado.

Em 2019, o prefeito passou por uma cirurgia eletiva para corrigir a hérnia umbilical na parede abdominal.

VIU ESSA? – Profissionais de enfermagem trabalham além do limite para combater a covid-19 no Paraná

Quem apresenta doenças pré-existente ou é obeso, como no caso do prefeito, deve ter cuidado redobrado para não se infectar com coronavíru e no tratamento da covid-19. David Urbaez, médico infectologista do Laboratório Frischmann Aisengart, reforça que hipertensos, diabéticos e obesos precisam até tomar mais cuidado com o novo vírus, pois a gravidade dos casos pode evoluir para quem tem estes problemas. “Pessoas que têm pressão alta, diabetes e obesidade estão tendo casos mais graves de covid-19, com necessidade de internamento em UTI, podendo levar à morte ou sequelas neurológicas ou cardíacas”, explica o médico.

Ainda de acordo com o infectologista, todos precisam se cuidar. Mesmo sem doença pré-existente, as pessoas devem seguir orientações das autoridades sanitárias. “A pandemia não acabou em nenhum momento e é preciso seguir se cuidando. Mesmo sem ter doenças, todos devemos seguir nos protegendo com higiene das mãos, máscara, distanciamento e não participar de aglomeração”, enfatiza Urbaez.