O Hospital Erasto Gaertner realiza uma série de cirurgias que serão transmitiras ao vivo neste sábado (21), em Curitiba, para o Encontro Global Anual da Sociedade Internacional de Câncer Ginecológico (IGCS), maior evento de ginecologia do mundo. É a primeira vez na história do evento que cirurgias ao vivo serão exibidas para os participantes. O encontro será no Rio de Janeiro.

A missão da Sociedade Internacional de Câncer Ginecológico (IGCS) é aprimorar o atendimento às mulheres com câncer ginecológico em todo o mundo, por meio de educação, treinamento e conscientização pública. Ao todo, seis cirurgias de retirada de tumores ginecológico serão realizadas, com uso das tecnologias mais avançadas disponíveis na atualidade.

“É a primeira vez que o congresso conta com a experiência de transmissão simultânea de cirurgias reais para o local do evento. Entre elas, faremos cirurgias robóticas, inovadoras e com uso de recursos de realidade aumentada, para proporcionar cada vez mais a capacitação dos cirurgiões no que se refere a eficiência no combate aos tumores. Na primeira cirurgia do dia, por exemplo, feita com o sistema cirúrgico robótico, será usada a técnica de imunofluorescência. De forma mais prática, o tumor ganha uma cor fluorescente, o que delimita de maneira bem eficiente a área a ser tratada.”, afirma Reitan Ribeiro, coordenador do programa de cirurgias ao vivo e cirurgião oncológico do Hospital Erasto Gaertner.

Durante o encontro, serão apresentados ainda os mais recentes avanços clínicos, além de desenvolvimentos internacionais em pesquisa, prática e tratamento para mulheres com câncer ginecológico. Aos 70 anos, a aposentada Daluz de Lima, de Telêmaco Borba, será a primeira paciente operada durante o congresso. A cirurgia será realizada com o sistema robótico cirúrgico, por um dos melhores cirurgiões do mundo e um dos pioneiros nesse tipo de cirurgia, Mario Leitão, dos Estados Unidos. “Quando eu soube dessa possibilidade, fiquei muito feliz. Ser operada pelo SUS, com toda essa tecnologia, um robô, e os melhores médicos do mundo, é um presente. Eu não teria condições de pagar por um procedimento assim. Vai dar tudo certo, graças a Deus”, comemora a paciente.