Uma briga de vizinhos terminou em dedo decepado na Rua João Scussiato, bairro Santa Quitéria, em Curitiba, na noite deste domingo (29). A situação, que chocou a vizinhança, aconteceu por volta das 23h30, quando um homem, identificado apenas como “Marcelino”, ligou para a polícia denunciando um de seus vizinhos, que estaria atirando pedras em seu carro pelo lado de fora do portão de sua casa.

Uma equipe da 3.ª Cia do 12° Batalhão da Polícia Militar (BPM), foi até a residência de Marcelino porém, o vizinho – identificado como “Delvício” – não estava mais lá. A viatura então foi até a casa indicada como residência de Delvício, porém nada foi encontrado. Minutos depois, a equipe foi novamente acionada no endereço de Marcelino com a informação de que Delvício lá estaria novamente, atirando pedras no carro.

Na cara da polícia

Foto: Rede News/Colaboração
Foto: Rede News/Colaboração

Foi exatamente o que os policiais encontraram quando chegaram ao local. Quando foi abordado, Delvício afirmou que já teria “atritos antigos” com Marcelino e foi então, que os dois começaram uma discussão em frente ao portão da casa. No calor do momento, Delvício foi em direção de Marcelino e o agrediu, inclusive mordendo um de seus dedos com tanta força que uma parte do membro foi arrancada.

A PM interferiu na situação e encaminhou os vizinhos à Central de Flagrantes. Delvício, preso em flagrante, foi algemado por conta de seu estado emocional. Tanto Delvício quando Marcelino foram ouvidos e, segundo a Polícia Militar, o agressor foi liberado depois de assinar um termo circunstanciado.

 

Rapaz mata companheiro a facadas e causa incêndio no apartamento