enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Está bem!

Garota que sumiu em Curitiba é encontrada em Matinhos, no Litoral

  • Por Maria Luiza Piccoli
Maria Luiza Bisotto estava desaparecida desde a semana passada. Foto: Reprodução/Facebook.
Maria Luiza Bisotto estava desaparecida desde a semana passada. Foto: Reprodução/Facebook.

Sumida desde o último sábado (08), a estudante Maria Luiza Bisotto, 12 anos, foi encontrada pela família logo depois do feriado. Sem notícias da jovem – que tinha sido vista pela última vez no bairro Vila Guaíra, em Curitiba – os familiares estavam desesperados. Com a ajuda da Delegacia de Polícia de Matinhos, Maria Luiza foi achada em Matinhos – onde algumas pessoas afirmaram ter visto a menina durante o fim de semana. Por meio de uma nota enviada à Tribuna do Paraná, a família de Maria Luiza informou que ela foi encontrada bem.

Mais comum do que se imagina

Segundo levantamento realizado pela Delegacia de Proteção à Pessoa (DPP), que é responsável pela investigação de desaparecimentos em Curitiba, aproximadamente 100 pessoas (entre adultos e crianças) desaparecem por mês na capital do Paraná. Entre homens e mulheres (sejam crianças como adultos), quem mais costuma desaparecer são homens adultos, seguidos pelos adolescentes. A maioria das pessoas, conforme a polícia, fica na mesma cidade antes de voltar para a casa.

+Leia mais! Conheça o policial que tem instinto policial! Ele achou um braço e um crânio humano na RMC!

Segundo a DPP, os investigadores trabalham com dois tipos de desaparecimentos: o voluntário e o criminoso. O desaparecimento criminoso é quando envolve sequestro, homicídio ou até mesmo um caso de prisão da pessoa, que não foi comunicado à família. O voluntário é quando a pessoa sai de casa, por conta própria ou não, por algum motivo. Em ambos os casos, a maior incidência é de adultos de 18 a 60 anos, que costumam ficar até sete dias desaparecidos. Os adolescentes, que costumam fugir de casa, ficam até no máximo três dias.

+Viu essa? Incêndio destrói casa no bairro Batel, em Curitiba!

Em todos os casos, a delegacia recomenda o registro do boletim de ocorrência por parte das famílias tão logo tomem conhecimento do desaparecimento.

A Delegacia de Proteção a Pessoa (DPP) fica na Rua Desembargador Ermelino de Leão, 513, no bairro São Francisco, em Curitiba, e funciona de segunda a sexta-feira das 9h às 18h. O telefone para contato é o (41) 3883-7155, mas é necessário que os comunicados sobre desaparecimentos sejam feitos pessoalmente.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Richa foi preso por chefiar quadrilha que desviou mais de R$ 70 mi, diz MP

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

13 Comentários em "Garota que sumiu em Curitiba é encontrada em Matinhos, no Litoral"


Jorge Cabral
Jorge Cabral
10 dias 5 horas atrás

Ahhhhhhhhhhhh…se fossem nos bons e velhos tempos…ficaria umas 2 semanas sem poder andar direito, sentar então, nem pensar. E nunca mais, repito, nunca mais, inventaria uma besteira como esta.

Walter Silvério
Walter Silvério
11 dias 22 horas atrás

A guria só quer ser feliz, deixem ela em paz!

Juramir Mesquita
Juramir Mesquita
11 dias 21 horas atrás

Se fosse sua irmã, você estaria em paz? A preocupação da família, não conta?

Oldboy
Oldboy
12 dias 3 horas atrás

Sem celular, notebook, etc… por pelo menos 6 meses.

Tiago Ribas
Tiago Ribas
12 dias 3 horas atrás

Ela apenas seguiu a cartilha que a TV Globo mostra todos os dias em suas telenovelas.

Cláudio
Cláudio
12 dias 3 horas atrás

No meu tempo havia hierarquia.
Avós, país, irmãos mais velhos, só depois os mais novos. Autoridade e respeito para com os mais velhos. Em troca, aprendizado e proteção aos mais novos. E acima de todos Deus.
Hj não precisa né?
Criança já nasce sabendo e mandando na poha toda ta ligado?

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas