Seis hospitais de Curitiba começaram a semana com 100% de ocupação em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) destinadas aos pacientes com covid-19. Cruz Vermelha, Erasto Gaertner, Clínicas, São Vicente, Evangélico Mackenzie e Trabalhador estão lotados (veja lista abaixo). A taxa de ocupação chega a 94% das 335 UTIs disponíveis pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e a prefeitura não descarta adotar a bandeira vermelha nos próximos dias. São apenas 12 leitos de extrema emergência que estão disponíveis na capital.

+Leia mais! Donos de academia se amarram em frente à prefeitura de Curitiba. “Estamos às moscas”

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado neste domingo (19), mais 14 mortes foram confirmadas na cidade com 307 novos casos, totalizando 13.398 infectados em Curitiba. As mortes mais recentes, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), são de 11 homens e três mulheres, que tinham entre 47 e 101 anos de idade e estavam internados em hospitais da capital. Estas pessoas faleceram nos últimos três dias, entre sexta-feira (17) e domingo (19).

+Leia mais! Da cozinha ao banheiro: seis maneiras de usar o vinagre na limpeza da casa

Dez novos leitos do SUS foram ativados nas instalações do Instituto de Medicina, no bairro Alto da XV. Em Curitiba, a ativação de um hospital de campanha ainda não faz parte dos planos da prefeitura. De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, existe um projeto pronto para a instalação de uma estrutura emergencial no centro de eventos do Parque Barigui, que no entanto, só deve ser utilizada após os outros espaços e recursos de saúde se esgotarem. “Temos um hospital num projeto pronto, todo desenhado e projetado, que será acionado quando for preciso”, disse a secretária de saúde Márcia Huçulak, em junho deste ano.

Ocupação Hospitais Curitiba e Região Metropolitana

Cruz Vermelha – UTIs (100%), Enfermaria (67%)

Erasto Gaertner – UTIs (100%), Enfermaria (77%)

Santa Casa – UTIs (87%), Enfermaria (87%)

Clínicas – UTIs (100%), Enfermaria (93%)

São Vicente – UTIs (100%), Enfermaria (63%)

Evangélico Mackenzie – UTIs (100%), Enfermaria (83%)

Idoso – UTIs (97%), Enfermaria (100%)

Trabalhador – UTIS (100%), Enfermaria (44%)

Reabilitação – UTIs (94%), Enfermaria (56%)

São José dos Pinhais:   Hospital Municipal (UTIs com 90%)

Campo Largo:  Hospital do Rocio (UTIs com 93% e enfermaria com 50%)