Com a instalação de um pluviômetro na Unidade de Saúde Bom Pastor, localizada no bairro Vista Alegre, Curitiba passa a contar a partir desta segunda-feira (15) com uma rede de equipamentos para a  prevenção de alagamento e desastres.

Somente neste ano, foram instalados na cidade 11 pluviômetros, que irão auxiliar na defesa em caso de perigo de alagamento. A rede de monitoramento está sendo implantada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente em parceria com o Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais (Cemaden).

“Pela primeira vez Curitiba vai ter uma base de dados para prevenir enchentes e as informações serão utilizadas para planejamento. Para o próximo ano, está prevista a instalação  de mais nove unidades”, disse o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, que foi conferir no local a instalação do equipamento.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Renato Lima, ressalta que o projeto pretende introduzir a cultura da percepção de riscos de desastres naturais no Brasil. “Estamos envolvendo a população que vive em áreas de risco, fortalecendo a capacidade local de enfrentamento de eventos adversos. Este é mais um passo para a construção de uma Curitiba mais verde e mais humana”, disse.

Os pluviômetros automáticos são equipamentos que medem a quantidade de chuva da cidade. São alimentados por painéis solares e os dados transmitidos em tempo real para o Cemaden. O Centro fará o processamento, análise e mapas técnicos, disponibilizando as informações para a Secretaria do Meio Ambiente e defesa civil.

“Estamos completando a rede de informações hidrometeorológicas que fazem parte da estrutura para o monitoramento e alertas de desastres naturais. Os pluviômetros foram instalados em locais estratégicos para a cidade. Nesta primeira etapa foram selecionados locais com históricos de alagamentos”, explica o diretor do departamento de Gestão de Risco, Claudio Renato Wojcikiewicz.

A cidade de Curitiba recebeu o certificado de Cidade Resiliente da Organização das Nações Unidas (ONU) em 2013. Segundo a ONU, uma cidade resiliente é aquela que tem a capacidade de resistir, absorver e se recuperar de forma eficiente dos efeitos de um desastre e, de maneira organizada, prevenir que vidas e bens sejam perdidos. Curitiba foi a primeira cidade no Paraná a receber o certificado.