Com quase 4 mil de seus habitantes infectados desde o início da pandemia, de acordo com boletim epidemiológico divulgado na quinta-feira (25) e em bandeira laranja do protocolo de prevenção ao novo coronavírus, Curitiba tem regras mais rígidas para o funcionamento do comércio aos finais de semana. Entre as medidas, está a proibição da abertura de estabelecimentos de atividades consideradas não essenciais, como shoppings, lojas de rua, salões de beleza, entre outros. E também seguem valendo as regras do decreto municipal 810/2020, que determinou o fechamento temporário de bares, casas noturnas e academias.

Para os que podem abrir, há uma lista de ações preventivas a serem seguidas, como distanciamento social, uso de máscara, higienização e controle de fluxo de pessoas. As determinações, de acordo com a Prefeitura de Curitiba, são uma tentativa de diminuir a transmissão do vírus que causa a covid-19, que avançou rapidamente neste mês de junho na cidade.

Na região metropolitana

Nas cidade da Região Metropolitana de Curitiba, supermercados, mercados, mercearias e açougues estarão fechados aos domingos. A decisão foi formalizada pelos prefeitos dos municípios em uma reunião realizada no último sábado (20), pela Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec).

LEIA MAIS – Transmissão de covid-19 entre familiares preocupa em Curitiba. Como evitar?

Além disto, as lojas anexas aos postos de gasolina não poderão ficar abertas no fim de semana. A ideia é evitar aglomeração e venda de bebida alcoólica, adequando a medida estadual que recomenda a lei seca a partir das 22 h está em vigor. O documento, formulado e aprovado em Assembleia da Assomec, começou a valer no dia 23 de junho e tem validade de 14 dias.

Abre e fecha em Curitiba

Regras de funcionamento aos finais de semana em Curitiba

Imagem: Divulgação/SMCS

Regras para os dias úteis

Imagem: Divulgação/SMCS

A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?