O ex-BBB, Diego Alemão foi indiciado por embriaguez ao volante, lesão corporal, ameaça e desacato. O inquérito policial assinado pelo delegado Leonardo Bueno retrata a investigação do acidente ocorrido na manhã do dia 18 de abril, na rua João Alencar Guimarães, no bairro Santa Quitéria, em Curitiba, quando o carro conduzido por Alemão bateu na traseira do veículo de Fábio Rosário, motorista de aplicativo que estava parado na via.

O ex-BBB ficou preso por um dia na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran ) e foi liberado após pagamento de fiança de R$ 7 mil.

No inquérito, o delegado ressaltou que não existem dúvidas quanto a participação de Diego Alemão em toda a ação. Inclusive, na decisão proferida pela juíza Fernanda Maria Zerbeto Assis Monteiro, que deu liberdade provisória em abril, a magistrada relata que o boletim de ocorrência indica que o autuado dirigia veículo automotor sob a influência de álcool ou outra substância psicoativa e que preferiu não fazer o exame de bafômetro. Além disto, agrediu fisicamente o condutor do outro carro envolvido no acidente de trânsito e desacatou os policiais.

Extorsão

Após a prisão, mais uma confusão ocorreu envolvendo o ex-BBB. Dois advogados e uma suposta testemunha do acidente foram presos por tentar extorquir R$ 50 mil de Alemão, para que novas imagens do acidente não fossem divulgadas para a mídia.

No entanto, a Polícia Civil foi informada desta atitude pelo advogado de Alemão e no momento deste “pagamento” aconteceu a prisão. As três pessoas ficaram presas por dois dias no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na região Metropolitana de Curitiba.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?