Apoiadores do ex-presidente Lula que estavam acampados no terreno ao lado da Rodoferroviária de Curitiba desde a noite de terça-feira (9) estão deixando a área. Parte dos manifestantes saiu do local ainda na quarta-feira (10), após o discurso do petista, que depôs durante a tarde ao juiz Sérgio Moro, na praça Santos Andrade. Na manhã desta quinta-feira (11), grupos ainda arrumavam bagagens e desmontavam barracas.

Leia também: Acampamento de apoiadores de Lula é atacado na madrugada

Dezesseis ônibus ainda estão no terreno. A maioria das pessoas que ainda estão no acampamento é de cidades do Paraná. Os manifestantes precisam sair do local até às 11 horas, prazo final estabelecido pela Justiça após a empresa Rumo, antiga América Latina Logística, entrar com uma ação judicial pedindo a reintegração de posse da área. Usado como pátio de manobra de trens, o terreno pertence à União, mas tem a empresa como arrendatária.

Caravanas

Cerca de 7 mil pessoas vieram a Curitiba nesta quarta-feira apoiar o ex-presidente Lula em seu depoimento ao juiz Sergio Moro. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 168 ônibus de manifestantes chegaram à capital, com 40 passageiros em média. A maioria deles, 92, proveniente de outros estados. O restante, 76, do interior do Paraná.

Com informações de Eriksson Denk