Um total de 110 motoristas foi autuado por embriaguez em 40 dias na temporada de verão no litoral do Paraná até sexta-feira (31). As autuações foram a partir da fiscalização da Polícia Militar (PM). O número de autuações é praticamente igual do mesmo período da temporada passada, quando 112 motoristas foram autuados.

Além da pena administrativa, com suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e multa de R$ 2.934,70, o motorista flagrado conduzido alcoolizado também pode responder criminalmente na Justiça.

LEIA+ Bombeiros combatem incêndio em gráfica na região metropolitana de Curitiba

“É necessária a punição daquelas pessoas que insistem em dirigir sob o efeito do álcool. Beber e dirigir é crime e pode causar consequências irreversíveis, como a morte”, afirmou o delegado Rocha Tesserolli, coordenador da Polícia Civil na Operação Verão Maior.

O teste de alcoolemia, o bafômetro, não pode ultrapassar 0,3 ml de álcool no sangue. O cidadão tem o direito de se recusar a fazer o teste. Entretanto, o policial pode proceder com a autuação em flagrante se o indivíduo apresentar sinais visíveis de embriaguez,  como forte hálito etílico, olhos vermelhos, fala arrastada e dificuldade de coordenação motora.