O número de declarações de isento de Imposto de Renda entregues este ano à Receita Federal até a sexta-feira da semana passada, quando encerrou o prazo, totalizou 66,31 milhões. O número ficou acima dos 64 milhões esperados pela Receita Federal do Brasil.

Somente no último dia, foram entregues 3,89 milhões de documentos. A maioria dos contribuintes (65%) fez a declaração pela internet. Do total dos documentos entregues, 43,18 milhões foram entregues pela página da Receita. Outros 18,65 milhões (28%) foram enviados pelas lotéricas. O restante das declarações aconteceu pelos demais meios, como Banco do Brasil, Caixa Aqui, Banco Popular do Brasil e Correios.

Os contribuintes que perderam o prazo podem regularizar a situação no Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Correios, ao preço único de R$ 5,50. Quem for regularizar sua situação deve ter em mãos o CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) e o documento de identidade.

Para este ano, apenas 17 milhões de contribuintes corriam o risco de terem seu cadastro suspenso. O contribuinte com CPF suspenso ficará impedido de abrir empresa ou conta em banco, participar de concurso público, pedir crediário, alugar ou vender imóveis, receber benefícios da Previdência ou tirar passaporte.