Um temporal na última segunda-feira causou destruição na escola municipal Waldomiro Ferreira Fraga, em Pitangueiras (364 km de São Paulo), na região de Ribeirão Preto.

Os fortes ventos derrubaram parte da estrutura da quadra, causando desmoronamento da cobertura. Ninguém ficou ferido.

Anteontem, as aulas foram suspensas. Ontem, as atividades foram retomadas normalmente. A prefeitura informou que o local está isolado.

Cerca de 460 alunos estudam na Waldomiro Ferreira Fraga, que atende crianças de quatro a nove anos.

“A prefeitura registrou um boletim de ocorrência e aguarda realização de perícia para elaborar um laudo técnico dos danos causados pela tempestade, para tomar as devidas providências e solucionar o problema o mais rápido possível”, diz nota da assessoria do município.

Em Ribeirão Corrente (422 km de São Paulo), uma escola municipal foi parcialmente destruída por um vendaval na última sexta-feira. As aulas foram transferidas para outra unidade de ensino. Não houve feridos.

Os fortes ventos causaram rachaduras no prédio. No momento do temporal, a diretora levou os estudantes para o ginásio. O teto de uma sala de aula desabou e houve destelhamento em várias partes do prédio.

A Prefeitura de Ribeirão Corrente vai investigar se houve má execução do projeto.