Goiânia – A promotora Maria Bernardete Ramos Crispim, do Ministério Público de Goiás, denunciou ontem o ex-presidente da Encol, Pedro Paulo de Souza, e os ex-diretores da construtora. Na denúncia encaminhada à Justiça, a promotora pede a prisão preventiva dos acusados de má gestão e desvio de patrimônio, crimes que teriam levado à falência em 1999.