A Polícia Militar (PM) de Santa Catarina divulgou os nomes das vítimas do acidente com um helicóptero de propriedade do empresário Gilberto Menel, diretor da malharia Nanete Têxtil, na manhã de hoje, em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina. Além do empresário, morreram Erico Melchioreto, funcionário da empresa, e o piloto Álvaro Pisetta Junior.

A aeronave caiu durante o voo entre Jaraguá do Sul e o aeroporto de Navegantes, no litoral catarinense. De acordo com o comandante da 2.ª Companhia do Batalhão de Aviação da PM, major Nelson Henrique Coelho, o plano de voo do Esquilo B-3 tinha previsão de chegada em Navegantes às 9 horas. Às 9h40, o controle aéreo do aeroporto solicitou o início das buscas.

O helicóptero Águia da PM, baseado em Joinville, teve dificuldade para localizar a aeronave acidentada por causa da forte neblina na região. A aeronave foi encontrada, por volta de 11h30, numa mata fechada próxima à localidade de Barra do Cerro, interior do município de Jaraguá do Sul.

Um policial militar conseguiu chegar aos destroços do helicóptero descendo por uma corda, utilizando a técnica de rapel. Dois corpos foram localizados de imediato, mas o terceiro só foi encontrado por volta das 16h30. Os corpos deverão ser retirados do local içados pelo helicóptero da PM e levados até um campo de futebol próximo ao ocorrido, onde aguardam equipes do Instituto Médico Legal (IML), do Instituto Geral de Perícias (IGP).