O clima é calmo nas proximidades da Rede Record de Televisão, da Barra Funda, na zona oeste de São Paulo, onde acontecerá, dentro de instantes, o debate entre os principais candidatos a presidente. Segundo a Polícia Militar, 150 policiais, sendo 130 da região e outros 20 de trânsito, foram deslocados para a região da emissora de TV. Até o momento, não foi registrada nenhuma ocorrência.

As torcidas dos candidatos Ciro Gomes (Frente Trabalhista), José Serra (PSDB-PMDB) e Luiz Inácio Lula da Silva (Coligação Lula Presidente) foram divididas e isoladas em três áreas na frente da Rede Record, sem contato físico.

Os militantes possuem carros de som que tocam jingles das campanhas de cada candidato. A diferença é o caminhão de Ciro, que anima os militantes com forrós típicos do Estado dele, o Ceará. Ciro é também o candidato com maior torcida até o momento e sua coordenação providenciou para distribuição entre os militantes 2 mil lanches de pães recheados com presunto e queijo, refrigerantes e maçãs.

Anthony Garotinho (Frente Brasil Esperança), foi o primeiro a chegar aos estúdios da Record, acompanhado de Tito Ryff, seu assessor econômico, entre outros assessores. Garotinho possui o maior carro de som entre os candidatos, com dimensões de um trio elétrico, mas tem também a menor torcida. Os militantes dele se encontram próximos dos de Ciro, mas isso não provocou nenhum tipo de conflito.

Já a torcida de Lula conta, em seu carro de som, com um telão de grandes dimensões para acompanhar o debate, e um boneco do candidato ao Senado, Aloizio Mercadante, está no meio dos militantes. A imprensa não terá acesso aos candidatos antes do debate, uma vez que foi posto um cordão de isolamento na frente da Rede Record.