O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) multou em R$ 3 milhões a Prefeitura de Pouso Alegre, no sul de Minas Gerais, devido ao incêndio que consumiu cerca de 140 hectares da Serra do Cristo, em setembro deste ano. Segundo o órgão, houve falha na prevenção e no combate às chamas. O chefe do Escritório Regional do Ibama de Pouso Alegre, Fernando Bonillo, afirmou que a prefeitura tem direito de se defender e explicar os acontecimentos.

A assessoria do município informou que irá recorrer da decisão e disse que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente trabalhou para prevenir e extinguir o incêndio. A prefeitura atribui a dificuldade em combater os fogos a questões climáticas.