O governo conseguiu derrubar nesta quarta-feira (31) o relatório final produzido pelo senador Demóstenes Torres (DEM-GO) e aprovou, na CPI do Apagão Aéreo, texto no qual estão excluídas nove pessoas da lista de 23 sugestões de pedidos de indiciamento. Por 6 votos a um, o Planalto conseguiu livrar, entre outros, o ex-presidente da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), deputado Carlos Wilson (PT-PE).

Participaram da votação os senadores João Pedro (PT-AM), autor do voto em separado do governo (voto vencedor), os líderes do PMDB, Valdir Raupp (RO), e do PT, Ideli Salvatti (SC), os senadores Sérgio Zambiasi (PTB-RS). Gilvam Borges (PMDB-AP), Wellington Salgado (PMDB-MG), além de Demóstenes e do presidente da CPI, Renato Casagrande (PSB-ES).