O prefeito de Franca, na região de Ribeirão Preto (SP), Sidnei Franco da Rocha (PSDB), decretou na última quarta-feira (23) estado de emergência na cidade por causa da falta de água. Nesta quinta (24), o presidente da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), Gesner Oliveira, esteve no município.

O abastecimento deverá voltar ao normal até esta sexta (25). Em razão do transtorno, que atingiu mais de 80% da população, Oliveira anunciou a redução proporcional na conta de água de julho a todos os moradores, considerando o tempo sem o fornecimento. Ainda não é possível citar valores.

Ele também anunciou que uma nova estação de captação de água, com custo estimado em R$ 120 milhões, deverá ser licitada até o fim do ano – e entraria em operação em três anos. A Sabesp tinha anunciado na quarta que o serviço na tubulação do bombeamento do Rio Canoas havia terminado e que a provisão seria normalizada em toda a cidade até sexat. Mas houve um segundo rompimento da tubulação ontem e a situação se agravou. Os serviços foram executados e a adutora voltou a operar, normalmente, nesta quinta.