FHC vai negociar apoio dos
candidatos aos empréstimos.

Brasília

  – O Palácio do Planalto confirmou ontem à noite o encontro entre o presidente Fernando Henrique Cardoso e os candidatos à Presidência. Segundo nota divulgada pelo ministro da Caso Civil, Pedro Parente, as conversas serão realizadas separadamente, com Fernando Henrique se encontrando com o petista Luiz Inácio Lula da Silva, José Serra (PSDB), Anthony Garotinho (PSB) e Ciro Gomes (Frente Trabalhista). Segundo a nota “o presidente está convidando cada um dos principais candidatos para conversas sobre a economia brasileira, os entendimentos com o Banco Mundial (Bird), com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e sobre o conteúdo do acordo com o Fundo Monetário Internacional e seu papel no processo de transição”. A nota diz ainda que as consultas informais começaram no dia 7 de agosto, referindo-se ao contato da equipe econômica com os assessores dos candidatos para informá-los sobre o acordo com o FMI. Parente lembra ainda que naquela data o Ministério da Fazenda divulgou nota afirmando que “as autoridades brasileiras estão convencidas que o acordo serve aos interesses do País e confiam em que ele contará com o apoio dos principais candidatos à eleição presidencial”.

Pedro Parente já teria recebido ainda ontem a resposta do candidato da Frente Trabalhista, Ciro Gomes, sobre o encontro com o presidente Fernando Henrique Cardoso. Parente sondou o candidato por intermédio do deputado Walfrido Mares Guia (PTB-MG), coordenador da campanha. O deputado contou que recebeu o telefonema de Parente no sábado. No mesmo dia, repassou o convite de Fernando Henrique a Ciro, que respondeu: “Como democrata e republicano, é claro que aceito”. Ontem, Walfrido repassou a resposta para Pedro Parente.

O governo também recebeu comunicado de Lula (PT) de que se reúne com o presidente, o mesmo acontecendo com o senador José Serra (PSDB). As datas em que Fernando Henrique se reunirá com os adversários ainda não estão definidas.