O barco sueco Ericsson 4, comandado pelo brasileiro Torben Grael, vem passando por reparos nesta terça-feira, segundo dia da sétima etapa da Volvo Ocean Race, disputada entre Galway, na Irlanda e Marstrand, na Noruega. Depois de largar na frente, o barco sofreu com a entrada de água no compartimento de popa (parte de trás da embarcação) e ainda teve uma roda de um dos lemes quebrada.

Com as avarias sofridas, o Ericsson 4 chegou a cair para a quarta posição, mas já ocupa a terceira colocação da etapa na travessia do Canal da Mancha, entre a França e a Inglaterra. O líder é o barco espanhol Telefónica Black, que percorreu 287 milhas náuticas (cerca de 531 quilômetros) de um total de 950 até a chegada em Marstrand.

Na classificação geral, o Ericsson 4 segue na liderança isolada, com boa diferença para o segundo colocado Telefónica Blue. A Volvo Ocean Race – a regata volta ao mundo – deve acabar ainda em junho, em São Petersburgo, na Rússia.

Classificação parcial da sétima etapa, às 15 horas (de Brasília):

1.º – Telefónica Black – a 667 milhas náuticas da chegada

2.º – Green Dragon – a 2 milhas náuticas do líder

3.º – Ericsson 4 – a 6 milhas náuticas

4.º – Delta Lloyd – a 9 milhas náuticas

5.º – Ericsson 3 – a 9 milhas náuticas

6.º – Puma Ocean Race – a 10 milhas náuticas

7.º – Telefónica Blue – a 16 milhas náuticas

Classificação geral, após o portão de pontuação no Oceano Atlântico

1.º – Ericsson 4 – 94 pontos

2.º – Telefónica Blue – 81

3.º – Puma Ocean Race – 80

4.º – Ericsson 3 – 62,5

5.º – Green Dragon – 53

6.º – Telefónica Black – 39

7.º – Delta Lloyd – 31

8.º – Team Rússia – 10,5 (abandonou por falta de verbas)