Um menino de 9 anos, acorrentado pela avó e preso junto a pé da cama, foi solto por policiais militares da 3ª Companhia do 51º Batalhão do Interior (BPM/I), por volta das 18h de ontem, no interior da casa dela no bairro Jardim Progresso, em Ribeirão Preto, interior paulista. Uma denúncia levou os policiais até o imóvel.

Chorando, a criança foi solta pelos policiais, que tiveram de serrar o pé da cama para poder soltar o menino, cujos pais estão separados. A avó, a aposentada Benedita José Teixeira, de 70 anos, disse aos policiais que o menino é muito peralta e que esse foi o único modo – na opinião dela – para evitar que o neto continuasse furtando bicicletas dos vizinhos.

O menino, que ficou acorrentado por nove horas e já passou outras três vezes pelo mesmo tipo de maus-tratos, disse que pegava as bicicletas pois nunca teve uma. A mãe do menino pretende entregar a guarda do filho para o ex-marido, que mora em Salto (SP). O garoto foi entregue ao Conselho Tutelar. A avó, que prestou depoimento no 1º Distrito Policial e foi liberada, responderá por maus-tratos.