O governo brasileiro envia nesta sexta-feira (11) uma ajuda emergencial ao Haiti de 14 toneladas de alimentos: 6.950 kg de feijão, 4.050 de açúcar e 3.000 latas de óleo. A partir das 10h30 o avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que transportará a doação começa a ser carregado e deve decolar por volta de 12h.

Além disso, o país doou US$ 200 mil ao Programa Mundial de Alimentos para a compra e distribuição imediata de alimentos no Haiti. As doações de países do mundo todo chegam a US$ 5,7 milhões.

As doações foram feitas durante reunião do Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas, em Roma – encontro realizado por iniciativa brasileira. A expectativa, de acordo com o Itamaraty, é de que os recursos atenuem a crise de desabastecimento no país caribenho por cerca de três meses.

O diretor da FAO para a América Latina e Caribe, José Graziano, informou que a escassez de alimentos no Haiti será incluída de última hora nos debates da 30ª Conferência Regional da FAO, que reunirá cerca de 30 países latino-americanos e caribenhos entre os dias 14 e 18 deste mês, em Brasília.

Desde o último dia 4, o alto custo de vida e a falta de acesso da população aos alimentos vem gerando protestos e uma onde violência com confrontos da população civil com a Força de Paz nas Nações Unidas.