Agentes da Polícia Federal se dirigem neste sexta-feira para a terra indígena Raposa Serra do Sol. Eles serão responsáveis por garantir a segurança pública na reserva.

"Nossa idéia é fazer com que não haja conflitos entre ninguém que está lá dentro. Vamos manter a ordem e a paz social", afirmou o delegado Fernando Segóvia, coordenador geral da operação Upatakon 3.

O delegado reiterou que a PF não irá fazer a retirada dos não-índios da Raposa Serra do Sol. A determinação para que a PF atuasse na garantia da segurança foi feita pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na decisão que negou recurso da Advocacia Geral da União contra a suspensão da operação.

"A partir de segunda-feira (14), vamos instalar as bases permanentes da Polícia Federal e da Força Nacional de Segurança em pontos estratégicos da reserva", disse Segóvia.

Os policiais vão permanecer na terra indígena até o julgamento de mérito das ações pendentes no STF com relação a homologação de Raposa Serra do Sol. Inicialmente, 300 homens farão a segurança no local.