O mercado norte-americano de ações superou a hesitação da manhã e fechou em alta. "As pessoas acabaram focalizando o núcleo do PPI [índice de preços ao produtor], que ajudou a acalmar os temores de que a inflação seja um problema. Também houve mais notícias sobre aquisições, entre elas a Sallie Mae, o que alimentou o sentimento de que ainda há capital por aí para manter o mercado em alta", comentou Malcolm Polley, da Stewart Capital Advisors.

Entre os destaques do pregão estava Merck, do setor farmacêutico com alta de 8,3%, depois de a empresa dizer que seu lucro no primeiro trimestre e no ano será maior do que os analistas previam. As da General Electric avançaram 0,57%, em reação a seu informe de resultados. As da McDonald’s subiram 2,2%, depois de a empresa elevar sua projeção de lucros para o primeiro trimestre. No setor de tecnologia, as ações da Apple caíram 2,1% depois de a companhia adiar o lançamento do Leopard, novo sistema operacional dos computadores Macintosh.

O índice Dow Jones fechou em alta de 59,17 pontos, ou 0,47%, en 12.612,13 pontos. O Nasdaq encerrou com ganho de 11,62 pontos, ou 0,47%, em 2.491,94 pontos. O Standard & Poor’s-500 subiu 5,05 pontos, ou 0,35%, para 1.452,85 pontos. O Nyse Composite avançou 45,10 pontos, ou 0,48%, para 9.522,86 pontos. Na semana, o Dow Jones acumulou uma valorização de 0,41%, o Nasdaq, um avanço de 0,83% e o S&P-500, um ganho de 0,63%.

A temporada de informes de resultados de empresas norte-americanas esquenta na próxima semana, com destaque para companhias dos setores financeiro (Citigroup, Wachovia, Mellon Financial, American Express, Wells Fargo, Bank of New York, E*Trade Financial, Schwab, JP Morgan e Merrill Lynch), de tecnologia (Intel, IBM, Seagate, Yahoo, eBay, Motorola, AMD e Google) e farmacêutico (Eli Lilly, Johnson & Johnson, Abbott, Merck, Schering-Plough e Pfizer), além de empresas como Coca-Cola, McDonald’s, United Technologies, Honeywell e Caterpillar. As informações são da Dow Jones.