volvodobrasil011107.jpgEste ano a Volvo do Brasil está completando 30 anos. Foi em 27 de abril de 1977 que o príncipe Bertil, da Suécia, participou, junto com outros executivos da matriz, da solenidade de instalação da pedra fundamental da empresa, na então nascente Cidade Industrial de Curitiba (CIC), um grande condomínio criado para abrigar indústrias, empresas de serviços e residências na capital paranaense. A cerimônia realizada naquele outono mudaria o perfil da Volvo no País e o próprio segmento de transportes. A constituição da empresa, no entanto, se deu em 24 de outubro daquele ano.

Até então uma importadora de veículos, a marca Volvo se transformaria numa das principais montadoras de veículos comerciais do continente, produzindo nesta unidade, atualmente, um quinto do total dos caminhões pesados comercializados no mercado doméstico, e exportando a grande maioria dos ônibus articulados e a totalidade dos biarticulados que rodam nos sistemas organizados de transporte coletivo urbano da América do Sul.

?A Volvo do Brasil é hoje uma parte importante da indústria automotiva de veículos comerciais do País?, declara Tommy Svensson, presidente da Volvo do Brasil. ?Estamos produzindo em Curitiba os mesmos modelos fabricados na Suécia, trazendo as últimas tecnologias para o segmento do transporte brasileiro, exportando componentes e veículos para vários continentes, e gerando divisas para o País?, completa o executivo.

?Minigrupo Volvo?

?A Volvo está totalmente integrada nos cenários paranaense e brasileiro?, diz Carlos Morassutti, diretor de RH e assuntos corporativos, um dos dez funcionários mais antigos da empresa. ?Somos atualmente uma organização que reúne várias unidades de negócios da marca?, observa o diretor. Este ?minigrupo Volvo? no Brasil é formado por: Volvo Trucks (caminhões), Volvo Bus (ônibus), Volvo Construction Equipment (equipamentos de construção), Volvo Penta (motores marítimos e industriais), Volvo Financial Services (serviços financeiros), Volvo Powertrain (trem-de-força), Global Manufactoring (área industrial), Volvo 3P (Desenvolvimento e planejamento de produto e compras), Volvo Logistics (logística) e Volvo Parts (peças).

?Dentro da área da Volvo em Curitiba existem, na verdade, quatro fábricas: uma de cabines, outra de motores, uma terceira de caminhões e a quarta de chassis de ônibus?, diz Johan Jinhage, diretor industrial da Volvo do Brasil. Também no mesmo local estão as sedes da Volvo Construction Equipment Latin America (Volvo CE LA) e da Volvo Financial Services. Estas duas empresas comandam a partir do Brasil suas operações em todo o continente, tendo, inclusive, a responsabilidade sobre os negócios no México, na América do Norte.