Começa nesta quarta-feira (7) a Semana Andersen, organizada pela Secretaria de Estado da Cultura, que durante oito dias vai promover palestras, oficinas de artes, performances, exposições e projetos especiais, tendo como tema a vida e a obra do pintor norueguês Alfredo Andersen, considerado o pai da pintura paranaense. Um dos destaques da programação é a exposição ?Alfredo Andersen o Mestre?, que acontece a partir das 19h no Museu Alfredo Andersen, em Curitiba, com obras, fotografias, objetos e documentos do artista. No hall do Museu será aberta a mostra ?A Escultura e o Escultor?, com fotografias de Denise Wendt.

A diretora do Museu Alfredo Andersen, Roseli Fischer Bassler, explica que a Semana Andersen ocorre sempre próxima ao aniversário do homenageado ? dia 3 de novembro de 1860. Nas comemorações dos 147 anos de nascimento de Andersen, ela destaca o encontro de amigos de ontem, hoje e sempre na festa do artista, que este ano será marcada pela posse da nova diretoria da Sociedade Amigos de Alfredo Andersen. Durante a Semana o Museu vai lançar um catálogo com sua produção artística, que também estará exposta nas salas alternativas do museu.

Há ainda o projeto Bumerang – O Museu vai à Escola. ?Nesse projeto nossos arte-educadores farão o caminho inverso que o aluno percorre e visitarão várias escolas apresentando atividades como cartilhas e filmes sobre a obra de Alfredo Andersen?, explica Roseli. A diretora também chama atenção para a exposição Catapulta, que será inaugurada no dia 14, junto com a mostra Zoogravuras.

O Museu Alfredo Andersen tem a finalidade de cadastrar, conservar, catalogar, expor e divulgar a obra e a memória de Alfredo Andersen como artista e mestre, bem como de seus discípulos; promover exposições; dar continuidade ao ?ofício de ensinar arte? com cursos de formação e de atualização, realizar encontros, simpósios e estudos na área das artes visuais. Está situado na Rua Mateus Leme 336, na casa onde o artista residiu, produziu grande parte de sua obra pictórica e ensinou pintura e desenho a muitos discípulos.