Cadinho (Alexandre Borges) vai a um almoço na mansão do Divino, em “Avenida Brasil”. Quando o assunto é a falência do empresário, ele se pergunta: “Quem sabe, até pego gosto pela pobreza?”.

Adauto (Juliano Cazarré) diz: “Não é ruim. Ser rico é um pé no saco! Chato pra caramba, não faz nada o dia inteiro. Pobre, pelo menos, se distrai mais!”. E completa: “O telefone, tu muda pra pré-pago. Mas não bota crédito. Deixa que os outros te ligam. Quando tu quiser falar, dá um toque e desliga. Aí, a pessoa liga de volta e você inventa que caiu”.