O que o aluno espera do professor em sala de aula? De acordo com a pesquisa do professor Marcos Meier, diretor do Grupo Martinus, a resposta é clara: ser justo, não chamar atenção do grupo todo quando a culpa é apenas de um, não ser parcial e exercer a autoridade com bom-senso, entre outras questões. ?Alunos não gostam de professor ?bonzinho demais? nem de ditador. É necessário que o professor assuma o controle da turma exercendo sua autoridade com bom senso, isso fará com que o trabalho em sala de aula ocorra da melhor forma possível?, completa o psicopedagogo.

Essas e outras características estão no livro Mediação da aprendizagem – Contribuições de Feuerstein e de Vygotsky, que o professor escreveu em parceria com a professora Sandra Garcia, e lançará em Curitiba, no próximo dia 10 de maio, às 20h, no auditório do Colégio Martinus Centro. A obra aborda as características necessárias de uma interação entre professor e aluno que incentive a autonomia e a busca pelo conhecimento e faz uma retomada do conceito de mediação.

O livro nasceu do mestrado dos autores e baseou-se na Teoria da Modificabilidade Cognitiva do israelense Reuven Feuerstein, uma das mais modernas da área da educação. A teoria trata da mediação da aprendizagem, ou seja, o bom educador não é aquele que impõe um conhecimento, e sim o que provoca a ação de aprender no aluno. ?Minha pesquisa apontou para uma questão importantíssima, que não havia sido explorada na teoria israelense, que é a questão do vínculo entre professor e aluno. Nas pesquisas, observamos que uma das principais características observadas pelos alunos como sendo própria de um excelente professor, é o vínculo que ele faz com seus  alunos?, explica o professor.

A autora Sandra Garcia fez uma analogia e uma reconstrução histórica entre as teorias do russo Lev S. Vygotsky com as de Feuerstein. ?Tanto Vygotsky quanto Feuerstein explicitam a importância do professor no processo de mediação e, conseqüentemente, de aprendizagem. Para ambos, a ação educativa é uma expressão de mediação. Com isso, eles tinham a intenção de ir além do nível de desenvolvimento real das crianças. Ambos desejavam identificar e contribuir para que as crianças superassem as próprias dificuldades?, explica a autora.

Serviço

Lançamento do livro: Mediação da aprendizagem – Contribuições de Feuerstein e de Vygotsky, de Marcos Meier e Sandra Garcia. A partir das 20h no auditório do Colégio Martinus Centro, Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 999. Preço: R$ 35,00. No dia do lançamento: R$ 29,00. Informações: 41-3027-3737.