A cultuada banda de celtic-punk Flogging Molly desembarca nesta semana pela primeira vez ao Brasil para uma série de shows e faz uma parada em Curitiba no domingo, dia 11 de novembro, em única apresentação no Curitiba Master Hall (R: Itajubá,143). O grupo mostrará sua empolgante mistura de punk rock com elementos da música irlandesa. A turnê é de divulgação do seu mais recente trabalho, Speed of Darkness, que trazem na bagagem sucessos como “Drunken Lullabies”, “The Worst Day Since Yesterday” e “Devil’s Dance Floor”. Para completar, a noite contará com show da Brothers of Brazil, banda dos irmãos Supla e João Suplicy, que funde rock’n’roll, punk rock e música brasileira. As apresentações têm início às 20 horas.

Flogging Molly

A Flogging Molly faz uma interessante mistura de música irlandesa com punk rock. Formada em Los Angeles pelo ex-vocalista da banda Fastway, Dave King, conta também com a violinista Bridget Regan, o guitarrista Dennis Casey, o acordeonista (e ex-skatista profissional) Matt Hensley, o baixista Nathen Maxwell, o baterista George Schwindt, e o bandolinista Bob Schmidt.

O grupo começou se apresentando regularmente em um bar local chamado Molly Malones – que também serviu de inspiração para o nome do conjunto. Foi nesse estabelecimento que a banda cresceu e estabeleceu o modelo para seu sucesso, com apresentações explosivas e apaixonantes.

Em março de 2000, lançaram seu primeiro CD pela gravadora SideOneDummy, Swagger. Nesse disco estão hits como ‘Black Friday Rules’, ‘The Likes of You Again’ e ‘The Worst Day Since Yesterday’ – que mais tarde faria parte da trilha sonora do filme “Sr. e Sra. Smith”. Dois anos mais tarde, o Flogging Molly lançou Drunken Lullabies, álbum repleto de clássicos instantâneos como “Rebels of a Sacred Heart” e “The Sun Never Shines” (on Closed Doors). Within A Mile of Home saiu em setembro de 2004. Quatro anos mais tarde, lançaram Float. Em 2010, juntaram-se ao produtor Ryan Hewitt e colocaram no mercado, no ano seguinte, seu quinto álbum: Speed of Darkness.

Brother os Brazil

A nova fase da carreira do Brothers of Brazil – nome dado por Bernard Rhodes (ex-empresário do The Clash) – tem sido repleta de conquistas internacionais. Os irmãos Supla e João Suplicy participaram do maior festival itinerante dos EUA, o Warped Tour, e assinaram com a SideOneDummy – respeitável gravadora de bandas como Gogol Bordello, Flogging Molly e Gaslight Anthem. Além disso, fizeram mais de 150 shows entre o Reino Unido e os EUA – incluindo a turnê com o legendário Hugh Cornwell (ex-The Stranglers) -, e deram entrevista na rádio BBC, de Londres, com direito a cinco músicas ao vivo.

Tudo isso acabou interferindo na sonoridade da banda, que mostra agora uma pegada mais roqueira do que a apresentada no primeiro álbum, Punkanova (2009). O álbum mais recente, chamado On My Way, foi lançado este ano. Paralelo ao disco novo, os Brothers partem para mais uma turnê na terra do Tio Sam. Desta vez, com a banda Flogging Molly. Eles também participaram do Festival Bamboozle, em Nova Jersey, na mesma noite em que o Foo Fighters. Neste semestre, a dupla está intercalando turnês internacionais com shows de norte a sul do Brasil.

Em julho, os Brothers of Brazil foram indicados na categoria Melhor Banda do VMB, premiação da MTV Brasil. Recentemente foram convidados para uma tour pelos EUA com Adam Ant (vocalista da banda inglesa Adam and The Ants). O giro foi de 6 de setembro até 20 de outubro, quando Supla retornou ao Brasil para a gravação do programa Ídolos.

Como era de se esperar, no som, os irmãos Suplicy são ousados. Alguns arriscam dizer que é algo como Tom Jobim, Sex Pistols, Baden Powell e David Bowie levando um som em perfeita harmonia. Sem esquecer dos onipresentes Fab 4, já citados na canção “I Hate the Beatles”, influência evidente nas melodias e vocais dos Brothers.

Serviço

Quando: 11 de novembro de 2012 (Domingo)

Local: Curitiba Master Hall (R: Itajubá,143)

Horários:

Abertura da casa – 19h / Início dos shows: BROTHERS OF BRAZIL – 20h / FLOGGING MOLLY– 21h30

Tempo do Show: cerca de 1h30

Ingressos: : R$145,00 (inteira) e R$75,00 (meia-entrada)