Foto: Divulgação
Uma das fotos que vão ficar em cartaz na exposição Extrematerra.

Quando se une o prazer de fotografar a natureza ao trabalho editorial, o resultado por si só já deve ser melhor do que a maioria das pessoas poderia realizar. Agora quando o espírito de dois profissionais traz à tona os contrastes, as riquezas e as cores da biodiversidade em diferentes locais, aí a conclusão não deixa dúvidas: as melhores imagens estão à disposição e em todos os lugares.

É com essa premissa que o fotógrafo Alessandro Pendiuk e a designer gráfica Marília Damiani Guenka abrem hoje a exposição Extrematerra –   Paisagens da natureza na Livrarias Curitiba Megastore do Shopping Estação. A mostra é composta por 26 fotos e fica em cartaz até o dia 31 de agosto, com entrada franca, no mesmo horário de funcionamento do shopping.

As imagens são resultados das inúmeras viagens realizadas pela América Latina, pelos confins do Pantanal sul-mato-grossense e região sul do Brasil. Fruto de uma parceria que já tem 18 meses, o trabalho que foi chamado de Extrematerra deu origem ao site de mesmo nome e que disponibiliza na web serviços inovadores e de absoluta originalidade nas publicações.

?Nosso diferencial está nas intervenções gráficas, que são as inserções de textos em preto e branco referentes aos temas, com sobreposição de cores nas fotos?, explica Marília. O serviço parece simples, mas cada foto leva em média cinco horas para ser finalizada. ?Se comparado com o tempo médio de uma imagem, que fica pronta em cerca de 20 minutos, o trabalho é demorado, mas o resultado é muito superior?, complementa a designer.

E para que todo esse material fique registrado em definitivo, os dois profissionais planejam lançar um livro com as ilustrações e as intervenções. Mas o que eles não esperavam aconteceu. O boneco da obra com todo conteúdo, fotos e textos escolhidos acabou sendo roubado poucos dias antes da finalização. ?Foi um tremendo susto ao saber do roubo. Ainda bem que os arquivos estão guardados em locais separados, por isso vamos começar o projeto novamente?, diz Marília.