Confira os filmes que chegam esta semana aos cinemas da cidade de São Paulo:

PRÉ-ESTREIAS

Longe da Árvore (Far from the Tree, Estados Unidos/2017, 93) – Documentário. Dir. Rachel Dretzin. O documentário aborda o significado de família, tanto a biológica como aquela que cada um constrói ao longo dos anos. Livre.

O Mal Não Espera a Noite – Midsommar (Midsommar, Estados Unidos/2019, 147 min.) – Terror. Dir. Ari Aster. Com Florence Pugh, Jack Reynor, Will Poulter. Um jovem casal e um grupo de amigos viajam até a Suécia para visitar uma família e participar de um festival local de verão. No lugar de férias tranquilas, eles enfrentam rituais violentos e inusitados. 18 anos.

ESTREIAS

Abigail e a Cidade Proibida (Abigail, Estados Unidos-Rússia/2019, 110 min.) – Aventura. Dir. Aleksandr Boguslavskiy. Com Tinatin Dalakishvili, Eddie Marsan, Rinal Mukhametov. Uma cidade teve suas fronteiras fechadas após uma epidemia tomar conta do local. Uma das moradoras, a jovem Abigail decide passar por cima das autoridades para procurar seu pai, levado anos atrás por contrair a doença. 12 anos.

Divaldo – O Mensageiro da Paz (Brasil/2019, 118 min.) – Biografia. Dir. Clovis Mello. Com Bruno Garcia, Regiane Alves, Ghilherme Lobo. Convivendo com a mediunidade desde os quatro anos, Divaldo era rejeitado pelas outras crianças e reprimido pelo pai. Ao completar 17 anos, decide usar seu dom para ajudar as pessoas e se muda para Salvador com o apoio da mãe. 12 anos.

O Fim da Viagem, o Começo de Tudo (Tabi no Owari Sekai no Hajimari, Japão-Uzbequistão-Catar/2019, 120 min.) – Drama. Dir. Kiyoshi Kurosawa. Com Atsuko Maeda, Ryô Kase. A jovem japonesa Yoko está com sua pequena equipe de TV no Uzbequistão para filmar um novo episódio para o programa de variedades que apresenta. Logo os desafios culturais e pessoais durante a viagem começam a mudar sua visão da vida. 12 anos.

Legalidade (Brasil/2019, 121 min.) – Drama. Dir. Zeca Brito. Com Leonardo Machado, Cleo Pires, Fernando Alves Pinto. Em 1961, o governador Leonel Brizola lidera um movimento sem precedentes na história do Brasil e, lutando pela constituição, mobiliza a população na resistência pela posse do presidente João Goulart. 14 anos.

Marés (Brasil/2019, 84 min.) – Drama. Dir. João Paulo Procópio. Com Lourinelson Vladmir, Julieta Zarza, Sérgio Sartorio. Valdo é um alcoólatra que ainda não aceitou a doença. Cheio de potencial, ele é desafiado a encarar o alcoolismo para não perder a guarda da filha. 16 anos.

A Música do Tempo – Do Sonho do Império ao Império do Sonho (Brasil/2017, 97 min.) – Documentário. Dir. João Velho. Grupo de música antiga, residente no Centro de Artes da Universidade Federal Fluminense, após mais de 30 anos de atividade e com a proximidade da aposentadoria da maioria de seus músicos, tem um espetáculo registrado pelas câmeras, mesclando cenas de bastidores e entrevistas. Livre.

Peterloo (Reino Unido/2019, 154 min.) – Drama. Dir. Mike Leigh. Com Rory Kinnear, Maxine Peake, Paul Bown. O filme retrata o Massacre de Peterloo, quando manifestantes foram às ruas da Inglaterra protestar por uma reforma e foram cruelmente atacados pelas forças britânicas. 14 anos.

Quem Você Pensa que Sou (Celle que Vous Croyez, França/2019, 102 min.) – Drama. Dir. Safy Nebbou. Com Juliette Binoche, François Civil, Nicole Garcia. Desconfiada de seu marido Ludo, Claire Millaud, de 50 anos, decide criar um perfil falso em uma rede social, mas acaba se apaixonando por Alex, amigo de seu companheiro. 16 anos.

Rainha de Copas (Dronningen, Dinamarca-Suécia/2019, 127 min.) – Drama. Dir. May el-Toukhy. Com Trine Dyrholm, Gustav Lindh, Magnus Krepper. Uma mulher compromete sua carreira e sua família ao seduzir seu enteado adolescente e precisa tomar uma decisão irreversível, com consequências fatais. 18 anos.

Rito do Amor Selvagem (Brasil/2019, 42 min.) – Documentário. Dir. Lucila Meirelles. Com trilha sonora original de Cid Campos, a produção traz áudios inéditos de Agrippino e aborda a performance que inovou o teatro brasileiro, em 1969, ao misturar diferentes vertentes da arte, como dança e arte multimídia. 14 anos.

Tsé (Brasil/2019, 84 min.) – Documentário. Dir. Fábio Kow. Tsecha Szpigel foi uma judia polonesa que migrou para o Brasil em 1949, onde morreu mais de 50 anos mais tarde. O filme retrata sua história, contada por ela mesma, por seus netos e bisnetos. 10 anos.

Vai Que Cola – O Começo (Brasil/2019, 88 min.) – Comédia. Dir. César Rodrigues. Com Samantha Schmütz, Marcus Majella, Emiliano DÁvila. Muito antes de socializarem na pensão de Dona Jô, Jéssica, Ferdinando e Máicol sequer se conheciam. Mas Terezinha decide organizar uma grande feijoada no Morro do Cerol, onde todos eles se encontram pela primeira vez, da maneira mais inusitada possível. 12 anos.