A Cia. de Dança Masculina Jair Moraes realiza hoje a apresentação do espetáculo Corpos, ação, movimento e só, às 19h30, no Sesc Centro, em Curitiba. Formado há sete anos na capital paranaense, dentro da Escola de Dança do Teatro Guaíra, a companhia é pioneira no gênero de contar apenas com homens como dançarinos.

“Eu percebi a dificuldade de encontrar bailarinos homens. Na escola do Teatro Guaíra, haviam apenas dois meninos para se ter ideia. Com base nisso, criei essa companhia que é diferenciada, pois o trabalho que é feito com os homens precisam ser mais rápido que o das mulheres. O primeiro grupo consegui reunir 12 meninos e hoje conto com 30. Todos eles são de baixa renda, mas graças à dança estamos conseguindo mudar a realidade deles”, afirma o diretor Jair Moraes.

O trabalho para montar e manter o grupo não é fácil. De acordo com Moraes, questões como falta de patrocínio e de preconceito precisam ser superadas todos os dias.

“As empresas paranaense parecem não se interessar em patrocinar trabalhos como este. Em outros estados, como o Ceará, isso já é possível. Nós ganhamos o prêmio de dança Klauss Vianna, da Fundação Nacional das Artes (Funarte), órgão ligado ao governo federal. Isso garante uma ajuda mensal de R$ 200 para os dançarinos. Seria importante para este pessoal que patrocina a cultura que nos olhasse, pois se não tivéssemos recebido essa premiação, a nossa situação estaria muito delicada. Além disso, ainda existe preconceito com relação aos homens e a dança. Nós fazemos um trabalho sério, que ajuda a tirar essas crianças da rua”, diz. Informações: (41) 3304-2266.