O Uruguai precisou da decisão por pênaltis, mas venceu a Holanda, nesta quarta-feira à tarde, em Montevidéu, vingando parcialmente a derrota nas semifinais da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Depois do empate em 1 a 1, o jogo foi para as penalidades, com os donos da casa conquistando o troféu da Copa Fraternidad Antel após vencerem por 4 a 3.

O jogo amistoso trazia uma clara relação com a Copa do Mundo de um ano antes. Na primeira partida dos uruguaios em casa desde então, a adversária foi exatamente a Holanda, que venceu a semifinal entre os dois times por 3 a 2. Antes de a bola rolar no estádio Centenário, o melhor jogador do Mundial, Diego Forlán, recebeu a Bola de Ouro das mãos de Ghiggia, grande nome da conquista da Copa do Mundo de 1950, última grande conquista do futebol uruguaio.

Com a bola rolando, um jogo movimentado, muito diferente do que foi o amistoso dessa mesma Holanda contra o Brasil, no sábado. O primeiro gol, porém, só saiu aos 36 minutos do segundo tempo, com Suárez completando a boa jogada de Cavani pela esquerda.

Quando a torcida uruguaia já comemorava a vitória, a Holanda empatou. Aos 46, após escanteio, Kuyt, companheiro de Suárez no Liverpool, se antecipou a Muslera e cabeceou para deixar tudo igual no estádio Centenário.

Nos pênaltis, Van Persie isolou logo na primeira cobrança da Holanda. Depois, Elia também perdeu e deixou a decisão nos pés de Lodeiro, que desperdiçou. Na última batida, Pereira marcou e decretou a vitória por 4 a 3 nas penalidades.

ÁSIA – Em outro amistoso internacional desta quarta-feira, a China venceu a Coreia do Norte por 2 a 0, em Guiyang.