Depois de triunfar nas duas primeiras provas da Tríplice Coroa de Éguas, ontem, a potranca Colina Verde, ao vencer o Grande Prêmio Diana, conquistou o ambicionado título de Tríplice Coroada de maneira sensacional.

Colina Verde, uma filha de Know Heights e Verdadeira (Purple Mountain), de criação do Haras Santa Camila, defendeu a farda do Haras Fazenda Boa Vista. Apresentada em grande forma por Olavo Jerônimo e dirigida por I. Santana, assinalou 2?4?9 para os 2.000 metros, em pista de grama pesada.

Coroa de potros

O Grande Prêmio Jockey Club de São Paulo, grupo 1, segunda prova da Quádrupla Coroa de São Paulo, com a participação de treze potros de três anos de idade hípica, foi vencido por Gold Caiçado, com Quick Road na formação da dupla, completando o marcador, pela ordem, Amigo Peru, Farinlheit e Alto Taquari, assinalando 2?4?9 para os 2.000 metros, em pista de grama pesada.

Eu também

O Grande Prêmio Presidente Antônio Correa Barbosa, grupo 2, na distância de 2.200 metros, em pista de areia pesada, marcou a vitória do favorito Eu Também, com Leaving Alone formando a dupla favorita. Chegaram a seguir Pantaleon, do Stud Novo Triunfo, Nigelo e Joli Blanc.

Clássico

Nhecolândia foi a vencedora do Clássico Presidente Mário Ribeiro Nunes Galvão, em 2.000 metros, grama, que contou com a participação de nove éguas de quatro e mais anos.