enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Tiago Camilo se lesiona e está fora do Mundial de Judô

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) confirmou nesta terça-feira que Tiago Camilo está fora do Mundial do Rio, que será realizado entre os dias 26 de agosto e 1.º de setembro. A entidade informou que o judoca, campeão mundial no Rio em 2007 e atualmente competindo na categoria médio (90kg), sofreu uma luxação no ombro direito durante um treino na última segunda.

A CBJ também já confirmou que Eduardo Santos foi convocado para substituir Tiago Camilo na competição individual do Mundial, enquanto Eduardo Bettoni foi chamado para compor a seleção brasileira na competição por equipes.

Tiago não escondeu a decepção com a lesão sofrida às vésperas da importante competição, mas disse que seguirá empenhado para voltar a lutar visando principalmente a sua maior meta a longo prazo: brilhar na Olimpíada de 2016, também no Rio.

“Fico muito triste por me lesionar às vésperas do Campeonato Mundial, ainda mais em casa, onde seria muito especial repetir a conquista de 2007. Mas meu objetivo maior está em 2016, também no Rio, e vou me tratar e voltar a treinar em busca desse sonho. Gostaria de agradecer a todos pela torcida”, disse Tiago Camilo.

O coordenador técnico da CBJ, Ney Wilson, lamentou o desfalque de peso amargado pelo Brasil para este próximo Mundial com a lesão sofrida pelo judoca, medalhista de prata na Olimpíada de Sydney, em 2000, e de bronze nos Jogos de Pequim, em 2008.

“É um desfalque importante. Tiago é um judoca forte, campeão mundial e duas vezes medalhista olímpico. Infelizmente atletas estão sujeitos a esses acontecimentos e, desde já, estamos oferecendo toda assistência médica para que ele tenha o melhor tratamento e uma recuperação o mais breve possível”, disse Wilson.

Ao confirmar a ausência de Tiago Camilo no Mundial, a CBJ lembrou, por meio de boletim assinado pelo médico-chefe da seleção brasileira, Breno Schor, que o judoca já vinha se recuperando de uma lesão sofrida durante o World Masters de Judô, no dia 26 de maio, na Rússia, onde havia deslocado o ombro direito. “Ficou em tratamento para recuperação da lesão ligamentar, inicialmente com fisioterapia intensiva e, depois, com trabalho de fortalecimento e retorno aos treinos de judô, o que ocorreu há três semanas”, informou o boletim.

Em seguida, Breno Schor destacou que “com o novo trauma e o segundo episódio de luxação do ombro direito, o atleta não apresenta condições de lutar”. Para completar, o médico ainda informou que o judoca “será submetido a um novo exame de ressonância magnética e deverá, posteriormente, passar por tratamento cirúrgico, devendo este ocorrer após a avaliação do exame de imagem”.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas