Capitão da seleção brasileira, o zagueiro Thiago Silva saiu em defesa do atacante Fred, que vem de atuações ruins na Copa do Mundo. Em entrevista no início da noite deste domingo, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, local do jogo desta segunda-feira entre Brasil e Camarões, ele disse que o companheiro está tranquilo e conta com o apoio de todo o grupo.

“Ele continua sendo importante para nossa equipe da mesma maneira. Não tem de fazer gols todos os jogos. Se ele não fizer e abrir espaço para outros marcarem, vai ficar feliz. Na Copa das Confederações, houve as mesma cobranças. No momento certo ele apareceu. Estou com ele no que der e vier. Se fizer gol, facilita muito, tira um peso das costas”, afirmou Thiago Silva.

O zagueiro também reforçou as últimas declarações do técnico Luiz Felipe Scolari, de que o time evoluiu no segundo jogo da Copa, quando empatou com o México – antes, ganhou da Croácia na estreia. “Se tivéssemos jogado mal, teríamos perdido o jogo. As pessoas, às vezes, não entendem ou não querem entender”, disse.

Ele admitiu que a seleção teve dificuldades nos últimos jogos e comentou que isso é “normal”, por se tratar de uma Copa do Mundo. Prometeu, no entanto, todo empenho possível nesta segunda-feira. “Nosso comprometimento é que nos fez chegar até aqui. Respeitamos a Camarões e, para confirmar a classificação, precisamos ganhar nosso adversário, que é um time traiçoeiro”, avisou.

Thiago Silva ainda disse que a prioridade é vencer. E que a equipe não vai entrar em campo pensando numa eventual goleada sobre o já eliminado Camarões. “Tem de respeitar o adversário e não pensar em goleada”, explicou.

Sobre as críticas que o time vem sofrendo, Thiago Silva avaliou que a pressão por bons resultados e boas atuações é normal, mas ressaltou que não concorda com alguns comentários. “A gente fica chateado com algum tipo de comentário, quem sente mais são nossos familiares”, revelou.