São Paulo – A seleção brasileira masculina de vôlei segue invicta desde agosto. Mesmo sem apresentar um desempenho excelente, os atuais campeões mundiais derrotaram a Espanha por 3 sets a 1 em São Paulo, pela liga mundial. As parciais foram de 26/28, 25/14, 25/19 e 25/20, em 1h47min de jogo. As duas equipes voltam a se enfrentar hoje, às 10h, também no ginásio do Ibirapuera.

O Brasil tem três vitórias em três jogos na competição. Na primeira rodada, a equipe derrotou duas vezes a Grécia na casa do adversário.

A última derrota da equipe foi nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, em agosto passado. Na semifinal, a equipe foi surpreendida pela Venezuela. Desde então, o Brasil ganhou o campeonato sul-americano e a Copa do Mundo.

Atual campeão da liga mundial, a seleção brasileira não começou bem a partida e perdeu o primeiro set, após abrir uma vantagem de quatro pontos.

No segundo set, o Brasil fez valer o favoritismo sobre a Espanha, que não conseguiu se classificar para os Jogos Olímpicos, e ganhou com facilidade (25/14). Nos dois sets seguintes, o Brasil jogou o suficiente para derrotar o adversário.

O técnico Bernardo Rezende, o Bernardinho, reconheceu que a equipe não teve uma boa atuação. “Tivemos altos e baixos. A atuação tem que ser melhor. Tivemos bons e péssimos momentos no bloqueio, na defesa. No ataque, ficamos dependendo muito do Anderson, que não estava bem. A atuação foi longe do esperado”, disse.

O Brasil jogou com Giovane, Anderson, Ricardinho, Gustavo, Dante André Heller e Escadinha (líbero). Entraram: Marcelinho, André Nascimento e Roberto Minuzzi. A Espanha teve Miguel Angel Falasca, Pedro Luis Suela, Guillermo Falasca, Israel Rodríguez, Carlos Luis Carreño, José Antonio Casilla e Alexis Valido (líbero). Entraram: Jordi Gens, Gustavo Saucedo e Manuel Sevillano.