Vítima de um acidente em uma estação de esqui na cidade de Méribel, nos alpes da França, na manhã deste domingo, Michael Schumacher se encontra em estado crítico. A informação foi confirmada na noite deste domingo pelo Hospital Universitário de Grenoble, onde o ex-piloto alemão está internado.

O hospital ainda confirmou que o heptacampeão mundial de Fórmula 1 precisou ser submetido a uma cirurgia após sofrer um trauma cerebral. O comunicado revelou que o alemão “sofreu um traumatismo craniano grave com coma e foi submetido imediatamente a uma intervenção neurocirúrgica”.

Inicialmente, as primeiras informações coletadas pela imprensa francesa, então ainda não confirmadas oficialmente pelo hospital, apontavam que o alemão teria sofrido um traumatismo craniano, mas não corria risco de morte, conforme a própria agente do ex-piloto, Sabine Kehm, indicou neste domingo. Entretanto, o boletim divulgado na noite deste domingo confirmou que o estado de saúde de Schumacher é grave.

Depois de sofrer uma queda e bater com a cabeça em uma rocha enquanto esquiava, o ex-piloto de F1 precisou receber atendimento especializado de uma equipe médica que chegou ao local de helicóptero. Ele usava um capacete especial e em um primeiro momento estava consciente, mas foi encaminhado ao Hospital Universitário de Grenoble.