Terceiro colocado na última Superliga Feminina de Vôlei, o São Caetano perdeu o seu patrocinador e corre o risco de ter que encerrar suas atividades. A Blausiegel, empresa do ramo de medicamentos, decidiu deixar de investir na equipe, que conta com as campeões olímpicas Fofão, Mari e Sheilla.

Equipe tradicional do vôlei brasileiro, o Esporte Clube São Caetano foi patrocinada pela Blausiegel nas duas últimas temporadas e contou com reforços de peso, como as três campeãs olímpicas pelo Brasil. Porém, não conseguiu superar a hegemonia de Osasco e Unilever, que se enfrentaram nas últimas finais da Superliga Feminina.

Com a decisão da Blausiegel, Fofão, Mari e Sheilla estão, por hora, desempregadas. De acordo com a empresa, a decisão de encerrar o patrocínio ao time de vôlei aconteceu por conta da reestruturação da gestão corporativa, com o aconselhamento de encerrar as ações de marketing esportivo.

“A BLAU l Blausiegel Medicamentos, através de sua diretoria vem tornar pública a sua decisão de suspender temporariamente, novos investimentos em ações de Marketing Esportivo. Esta decisão prende-se exclusivamente, ao fato, de que neste momento, a empresa passa por uma reestruturação de sua gestão coorporativa, e foi aconselhada por seus consultores, a interromper temporariamente, todo e qualquer novo investimento neste setor”, afirma a empresa, através de nota oficial.

A Blausiegel, porém, decidiu manter o investimento no automobilismo. “Esclarecemos que devido ao calendário desta atividade esportiva, tivemos que tomar esta decisão, porém, estaremos mantendo os acordos firmados com nossas equipes de automobilismo, seja na copa Stock Car, bem como na GT3 Brasil”, explica.