Robinho voltou a encantar quem gosta
de futebol. Ele mandou no jogo,
venceu Ceará e marcou dois belos gols.

Não há o que dizer. Jogando bem e aproveitando a ótima jornada de Robinho, o Santos impôs seu futebol no Alto da Glória e venceu o Coritiba por 4×0, ontem.

Apesar das falhas do árbitro Leonardo Gaciba da Silva, o vice-líder do Brasileiro foi soberano, e continua sua arrancada para se aproximar do Cruzeiro. Apesar de se manter na terceira posição com qualquer resultado dos adversários diretos, o Coxa dá mais uma chance para a aproximação de São Caetano, São Paulo e Atlético-MG.

Como prometido, o Cori iniciou pressionando. Mas o Santos tinha qualidades. Aos 12, Robinho e Diego fizeram ótima tabela, e o camisa 10 do Peixe chutou para fora. E no momento em que os paulistas pareciam sentir a pressão, Ceará falhou grosseiramente. Aos 22, o lateral não dominou uma jogada simples, e Robinho aproveitou, tomando a bola e abrindo o placar.

O Cori tentou manter o ritmo, e aos 27 Djames fez Fábio Costa trabalhar com um forte chute. Abriam-se espaços para os perigosos contra-ataques santistas, e aos 35 minutos Diego deixou Léo cara a cara com Fernando – o lateral apenas desviou do goleiro e marcou o segundo do Santos.

Bonamigo partiu para o desespero na segunda etapa. Ele sacou Roberto Brum e Djames para a entrada de Souza e Helinho. Era a opção ultraofensiva, talvez a única para tentar o empate. Aos três minutos, Marcel arriscou, mas Fábio Costa defendeu. Só que o talento santista continuou falando mais alto: aos 6, Robinho fez jogada genial, driblou três jogadores e marcou o terceiro do Peixe.

O gol destruiu o Coritiba. Os erros se sucediam, e até em jogadas simples os jogadores erravam. E, para sacramentar a goleada, André Luís cobrou falta, a bola desviou em Ceará e enganou Fernando. Demais para quem esperava a recuperação no Brasileiro.

Retorno

Após o quarto gol, nem mesmo as bolas na trave acertadas por Lima e Robinho foram mais importantes que a volta de Narciso ao futebol. Após quatro anos fora, recuperando-se de uma leucemia (ele foi obrigado a realizar um transplante de medula), o volante santista entrou no lugar de Diego, sendo aplaudido pelas mais de 22 mil pessoas que estavam no Couto Pereira.

CAMPEONATO BRASILEIRO
CORITIBA 0X4 SANTOS

Coritiba: Fernando; Ceará, Edinho Baiano, Nivaldo e Adriano; Willians, Roberto Brum (Souza), Jackson e Djames (Helinho); Edu Sales (Lima) e Marcel. Técnico: Paulo Bonamigo

Santos:

Fábio Costa; Neném (Reginaldo Araújo), Pereira, André Luís e Léo; Paulo Almeida (Daniel), Renato, Elano e Diego (Narciso); Fabiano e Robinho. Técnico: Emerson Leão

Súmula
Local:

Couto Pereira
Árbitro:
Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Assistentes:
Altemir Hausmann (RS) e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS)
Gols: Robinho 22 e Léo 35 do 1°; Robinho 6 e André Luís 23 do 2°
Cartões amarelos:
Willians, Nivaldo (CFC); Neném, André Luís (SAN)
Renda: R$ 233.997,50
Público: 22.586