Genebra – Apesar do fracasso da seleção na Copa do Mundo, três brasileiros entram na lista de candidatos da Fifa para receber o prêmio de melhor jogador do mundo em 2006. Adriano, Ronaldinho Gaúcho e Kaká fazem parte dos 30 jogadores escolhidos pelo comitê técnico da entidade máxima do futebol. O anúncio do vencedor será feito no dia 18 de dezembro, em Zurique. Ronaldinho, se eleito, ganharia o troféu pelo terceiro ano consecutivo.

Mas, ao contrário dos últimos dois anos, o Brasil já não é mais o país com maior número de craques na lista.

Os finalistas da Copa do Mundo, Itália e França, aparecem cada um com cinco representantes. Entre os tetracampeões estão o goleiro Buffon, Pirlo, Gattuso, Nesta e o capitão Cannavaro, com fraco desempenho no Real Madrid.

Os franceses estão representados por Henry, autor do gol que desclassificou o Brasil nas quartas-de-final, Thuram, Vieira, Ribéry e o já aposentado Zidane, eleito o melhor da Copa, apesar de sua expulsão na final.

Entre os alemães, a lista de candidatos também é maior que a do Brasil, com Ballack, Klose, Lahm e o goleiro Lehmann. Já Portugal conta com Cristiano Ronaldo, Deco e Figo na lista. Outros três ingleses são candidatos ao título: Gerrard, Rooney e Lampard.

Surpresa

Entre os brasileiros, a surpresa ficou por conta de Adriano, da Inter de Milão, criticado em seu próprio time por não render. Na Copa, também não foi bem.

No caso de Ronaldinho, apesar de seu desempenho decepcionante no mundial, teve um primeiro semestre positivo no Barcelona, ganhando a Liga Espanhola e a Liga dos Campeões da Europa. Se conquistar o título de melhor do mundo de novo, Ronaldinho atingirá a marca de Ronaldo e Zidane, cada um deles tricampeão.

Até dezembro, técnicos e jogadores darão seus votos.

Recorde

Seja quem for o vencedor entre os jogadores, o Brasil continuará sendo o país com maior premiação desde que o troféu foi criado em 1991. Com as três conquistas de Ronaldo, uma de Romário, outra de Rivaldo, além da eleição de Ronaldinho Gaúcho em 2004 e 2005, o Brasil soma sete títulos. Os franceses vem em segundo lugar, com três.