Santos – O advogado Marcus Vinicius Lourenço Gomes, que conseguiu a liminar para que Ricardinho pudesse jogar sem pagar a multa de R$ 2 milhões para o São Paulo está tranqüilo quanto à manutenção da decisão. Acha que será muito difícil o time do Morumbi conseguir a cassação da medida. Mais: vai entrar com duas ações contra o São Paulo, pedindo a revogação da cláusula contratual que ele considera “draconiana”, além do pagamento dos direitos trabalhistas do atleta.

Segundo o advogado, o clube reconheceu dívida de R$ 998 mil com o atleta, que não foi quitada. “A liminar foi concedida com base no artigo 5.º da Constituição, que cuida dos direitos fundamentais e o direito ao trabalho é um deles.” Mas ele baseou seu pedido, feito numa medida cautelar inominada para permitir que Ricardinho pudesse atuar, no fato da rescisão contratual não ter sido homologada pelo Sindicato dos Atletas ou pelo Ministério do Trabalho, conforme prevê a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).