enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Rexona tenta se salvar na liga

  • Por Redação O Estado Do Paraná
Flávia treina defesa.

O Rexona tem uma obrigação na rodada de hoje, das quartas-de-final da Superlina Nacional de Vôlei feminina, contra o Açúcar União/São Caetano: vencer. Somente desta maneira, o time de Curitiba se mantém na competição, provoca o terceiro jogo da fase, domingo em Curitiba, e mantém o sonho de ainda lutar pelo tricampeonato do campeonato. A partida será disputada a partir das 19h, no Ginásio Milton Feijão, em São Caetano do Sul, no ABC paulista.

Depois da derrota de domingo, o Rexona teve sessões extras com o psicólogo da equipe, Gilberto Gaertner, para que as jogadoras reencontrassem a confiança, abalada. Ontem, Gaertner voltou à carga, antes do embarque para São Paulo, e discutiu os erros que levaram à derrota no último jogo.

Para a meio-de-rede Flávia, essa conversa foi fundamental para resgatar a tranqüilidade da equipe, que sentiu bastante a derrota. “Essa reunião serviu para deixar todo o grupo na mesma sintonia. Estamos otimistas e sabemos que precisamos mudar nossa postura para esse jogo.”

Além do aspecto psicológico, o time também quer reduzir o número de erros. Esse será um item fundamental para provocar a terceira e decisiva partida das quartas-de-final. Na opinião da experiente Walewska, esses erros não podem se repetir sob risco de o Rexona, pela primeira vez desde que foi criado, ficar fora das semifinais da superliga.

“Reforço”

Em outra frente, a superintendência do clube foi atrás da levantadora Carla, que pertencia ao grupo original de 18 atletas inscritas para a liga, e foi dispensada antes do início da competição. Com a pancreatite que tirou Fernandinha do grupo, justamente no momento decisivo, a direção técnica do Rexona convocou Carla, que estava emprestada ao Brusque, e que tem 29 anos. Ontem à noite, ela já treinou com o grupo no Milton Feijão, se adaptando às novas companheiras de time.

Outros jogos

Além de São Caetano e Rexona, outras duas partidas das quartas-de-final acontecem hoje. Em São Paulo, o Pinheiros tenta segurar o BCN, que venceu a primeira partida, em Osasco, por 3 a 0. Já em Macaé, o time da casa pode despachar o Campos, que perdeu jogando em casa a primeira partida da melhor de três (3 a 2), e pode dar adeus ao sonho da vaga na semifinal.

Encerrando a segunda rodada das quartas-de-final, amanhã o MRV/Minas enfrenta o CadSoft São José, em São José dos Campos, e se as mineiras vencerem também avançam à semifinal.

Masculino

Banespa x Bento Gonçalves é a partida da noite de amanhã. O time paulista tem a vantagem de uma vitória da série melhor de três e recebe os gaúchos em casa, no ginásio E.C. Banespa, às 20 horas. Se vencer, o Banespa passa às semifinais.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas